Esta é sua história

Obrigado Abdul

Faz dois anos era um atleta consagrado e estudante universitário de Direito com um bom futuro. Desde que fugi de Síria com minha família faz 10 meses, estive vivendo como refugiado na cidade de Urfa, no sul de Turquia. A um dos meus irmãos mais velhos, Mazen lhe dispararam no pescoço durante um conflito e ficou paralisado. Outros setes familiares e eu fazemos turnos para cuidar lhe em um apartamento em mal estado situado nas encurvadas ruas da antiga cidade. Com minha trajetória como esportista, encontrei meu primeiro emprego em uma academia. Meu salário mensal era de 250 dólares em que eu pagava o aluguel e sobrava um pouco para comprar alimento para minha família. Porém perdi este trabalho. Faz algumas semanas que ando pelos mercados, empresas e lojas em busca de qualquer tipo de emprego. Eu sou somente um dos refugiados sírios que vivem nesta antiga cidade. As autoridades turcas registram uns 46.000 refugiados e estimam que possa haver pelo menos outros 20.000 refugiados não registrados. A soma de estas cifras equivale a mais de 10% da população de Urfa. Segundo o governo, em Turquia há 200.000 refugiados sírios vivendo em acampamentos, enquanto mais de 460.000 vivem em áreas urbanas. Quando chegamos, os turcos foram muito generosos, Não tínhamos roupa, somente a que levávamos posta. Louvado seja Deus, nos ajudaram.

Obrigado Abdul